Olá! Dessa vez vamos especificar os locais mais agravados pela Teníase e Cisticercose.

Ao fazermos uma análise global constatamos:

- Taenia saginata: ocorre em todo o mundo, sempre que há vacas e estas são consumidas. Na Índia, onde o consumo de vaca é evitado pelos hindus, os casos são em menor número. Até cerca de 5% das vacas da Europa contêm cisticercos infecciosos, e nos países menos desenvolvidos, pode chegar a 50%.

- Taenia solium: ocorre em todo o mundo, mas está a tornando-se mais rara na Europa. Nos países da América Latina, cerca de 5% das pessoas são portadoras, e até um quarto dos porcos têm cisticercos infecciosos nos músculos. É também muito comum na África e Ásia.

Como já foi citado, os países da América Latina, incluindo o Brasil, estão apresentando um aumento de casos da doença. Em nosso país, devemos destacar as regiões Sul e Sudeste.

Pesquisas indicaram que os três estados da região Sul, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, são áreas de alto risco em relação à doença. Por esse motivo, iniciou-se a busca de casos de cisticercose em hospitais de cinco cidades: Porto Alegre, Caxias do Sul, Passo Fundo, Pelotas e Rio Grande.

O resultado da busca apontou como área de maior número de casos de cisticercose a Regional de Saúde de Passo Fundo; como área de maior número de óbitos por cisticercose, a Regional de Caxias do Sul; e como áreas de maior número de internações a Regional de Saúde de Porto Alegre, além das duas já citadas anteriormente.

Já em relação à região Sudeste, no período de 1992 a 2001, em uma pesquisa realizada, foram notificados 1.100 casos de neurocisticercose, sendo 372 casos de habitantes do município de Ribeirão Preto (SP). O nível de prevalência em Ribeirão Preto, neste período foi de 71,8 casos/100.000 habitantes, considerando uma população estimada de 517.991 habitantes. Ou seja, um grau muito elevado para a cidade.

Isso é tudo!! Espero q vocês tenham aproveitado todo esse “banquete” de informações!

 

Oiii gente!!

Nessa reta final da nossa "viagem" vamos releembrar vocês um pouco. A Teníase é uma verminose, ou seja, causada pela freqüente presença de tênias em nosso corpo e é adquirida pela ingestão na forma larval das tênias (ela desenvolve no intestino), já a cisticercose é a formação de cisticercos e ela causada pela ingestão de ovos das tênias. Os ovos das tênias desenvolvem cisticercos nos tecidos do corpo, podendo afetar vários tecidos, principalmente o muscular. Essa é a grande diferença a teníase é causada pela ingestão de larvas e a cisticercose, de ovos.

Aproveitando vamos colocar algumas fotinhos para vocês:

 

 Esse é o cisticerco.

Esse são os ovos.

 

Bom gente até agora é isso!
Bjaum e se cuidem!!

 

Aqui vamos comentar sobre os sintomas das doenças e seu tratamento.

Muitas vezes a teníase é assintomática. Porém, podem surgir transtornos na parte de digestão, tais como: alterações do apetite (fome intensa ou perda do apetite), enjôos, diarréias freqüentes, perturbações nervosas, irritação, fadiga e insônia.

Em individuos já subnutridos podem agravar a desnutrição. A infecção não dá imunidade a reinfecção.

A Cisticercose (causada pela ingestão acidental de ovos de ténia em água ou comida contaminadas, sendo o ser humano acidentalmente tomado como hospedeiro intermediário pelo parasita), faz com que ovos eclodam no lúmen intestinal e as oncosferas invadem a mucosa intestinal. A maioria migra para os músculos, mas algumas podem instalar-se em orgãos delicados como o olho e o cérebro, causando sintomas como alterações visuais, convulsões, epilépticas, e outros disturbios neurológicos. No coração podem agravar insuficiência cardíaca.

O diagnóstico da teníase intestinal é feito pela obervação dos ovos ou proglótides nas amostras fecais, observadas ao microscópio óptico. A distinção entre as duas espécies quase nunca é necessária mas pode ser feita por uma técnica de reconhecimento.

O tratamento da teníase intestinal é feito com fármacos antiparasiticos como praziquantel ou mebendazole. Na cisticercose são usados praziquantel e corticorticóides.

 

Taenia Solium e Taenia Saginata

Olá!!! Hoje, estaremos dando novamente mais informações sobre as tênias causadores da teníase e cisticercose. Evidenciaremos melhor as diferenças existentes entre elas.

A taenia solium adulta vive no intestino delgado do homem e possui o corpo alongado, delgado e chato; sendo dividido em: cabeça ou escólex, colo e estróbilos ou proglotes.

A cabeça é a parte anterior destinada à fixação no organismo do hospedeiro. O pescoço ou colo é a região em que são produzidos novos anéis. Estes anéis, também chamados de proglótides, são aqueles que constituem o corpo e são divididos em imaturos, maduros e, no final, grávidos. O homem que possui teníase ou solitária, como também é chamada a doença causada pela presença desse animal no intestino, libera, através das fezes, cerca de 40.000 ovos fecundados por anel. Esses ovos contêm embriões chamados de  oncosfera.

O porco, hospedeiro intermediário, ingere os ovos que, ao chegarem ao intestino, libertam a oncosfera, que entra na corrente sangüínea e se aloja em alguns tecidos do animal. Nesses locais, evolui um estágio larval, chamado cisticerco.

O homem só se torna hospedeiro definitivo do animal quando ingere carne de porco crua ou malcozida. Pode ocorrer de o homem ingerir ovos de tênia ao invés de cisticercos. Nesse caso, o homem passa a ser hospedeiro intermediário. Quando os ovos sofrem maturação e se tornam cisticercos num organismo humano, podem causar deficiência visual, fraqueza muscular, dependendo do local onde se alojam. Essa doença é a chamada cisticercose e é mais grave que a teníase.

Taenia Solium

Proglótide da Taenia Solium

  Já a Taenia Saginata possui como hospedeiro intermediário não o porco, mas o boi. O homem pode ser apenas hospedeiro definitivo, não intermediário como pode ocorrer com a Taenia Solium. As proglótides são eliminadas individualmente, forçando o esfíncter anal do portador. Esta espécie existe em todo mundo e o número de portadores humanos está estimado entre 40 e 60 milhões. A T. saginata pode atingir os 10metros em comprimento.

 Proglótide de Taenia Saginata

 

 

Olá pessoal, estou aqui hoje para lhes falar sobre a Cisticercose cerebral (a manifestação mais grave que se dá pela obtenção de cisticercos).

Os cisticercos formam múltiplos pequenos cistos de parede lisas, (que ficam preferencialmente na parte cinzenta do cérebro humano por possuir maior quantidade de circulação sanguínea). Eles chegam no Sistema Nervoso Central através do sangue, quando ainda são muito pequenos.

Por possuir grande circulação sanguínea não existem sinais visíveis de reação inflamatória.

Em algumas vesículas é possível visualizar a cabeça da larva ou escólex. Não existe aumento das leptomeninges (meningite crônica) nem hidrocefalia (acúmulo de água no cérebro).

 

Por hoje é só. Espero que vocês tenham aprendido um pouco mais sobre Cisticercose cerebral.

 

 

 

Espero que tenham gostado!!!!

Beijinhosss****

Oiii Galera!Tudo bom? 
Território, dinheiro, interesse e tratamento. Vocês devem estar se perguntando o que isso tem a ver com a doença (Solitária) que estamos vendo?? E nós respondemos: TUDO!!!

Para ocorrer uma diminuição na ploriferação da doença, teria que melhorar a higiene no lugar aonde os animais vivem. O controle da alimentação  dos porcos, vacas, entre outros deveriam ser mais rígidos. Mas esses dois fatores estão extremamente ligados a dinheiro, porque com o dinheiro os animais poderiam estar  recebendo alimentos de boa qualidade, poderiam também viver em um  território mais adequado para seu crescimento e que tivessem mais diversidade de fonte de alimentos.

Como citamos se a disponibilidade de dinheiro, de território, fossem menos difíceis, talvez a contaminação dessa doença nos animais seria menor e consequentemente para nós também. Mas, a política dos países, nem sempre atendem os necessitados, deixando que falte tratamentos em locais mais distantes (os únicos lugares que teêm são os grandes centros). Se talvez o interresse fosse maior, tudo seria resolvido.

Bom pessoal, por hoje é só!
E se cuidem!

Oi pessoal! Hoje vamos explicar mais detalhadamente o ciclo desse parasita (tenia).


 

Como podemos observar, o homem ingere a carne de porco contaminada pelo parasita. Assim, os ovos da tênia penetram em nosso organismo e se alojam no estômago. As larvas grudam na parede do intestino e lá se desenvolvem até tornarem-se adultas.

A tênia alojada no intestino humano se reproduz por autofecundação, onde produz centenas de ovos que serão expulsos com os excrementos. Quando os animais ingerem esses residuos infectados, o ciclo se conclui.

Transmissão da doença

 E aí galera! Td bem?!

Bom, hoje nós vamos falar um pouco mais sobre essas duas doenças, a Teníase e a Cisticercose. Como vcs devem ter lido nas postagens abaixo, ambas são bem graves e acho q nenhum de nós vai querer pegá-las, certo?! Mas como prevení-las se não sabemos como elas são transmitidas? É disso que iremos falar hoje!

A Teníase é adquirida devido à ingestão de carne de boi ou de porco mal cozida (contém as larvas da Taenia sollium ou da Taenia seginata, denominadas cisticerco). 

Já a Cisticercose pode ser contraída através da:

Heteroinfecção: Meio mais comum. Ingestão de verduras e legumes mal lavados e água contaminada(estará ingerindo os ovos da Taenia solium).

Autoinfecção externa: Mais raro. Por coprofagia (ingestão de excrementos) ou maus hábitos de higiene.

Autoinfecção interna: Tb raro. Os vermes grávidos rompem seus proglotes, ou seja, segmentos deles, antes de serem eliminados. Então eles retornam ao intestino delgado e estômago e penetram na circulação.

Por isso, damos um aviso aqui! TOME CUIDADO COM A SUA HIGIENE E ALIMENTAÇÃO!!! NÃO É BESTEIRA!!! Prepare bem os alimentos antes de comer e tente ser o mais limpo possível! São pequenos cuidados que estarão livrando vcs de grandes problemas!

Por hj é só! Esperem por mais novidades!

 

Olá!! Vamos continuar nossos estudos? Que tal algumas estatísticas sobre o assunto?

Devemos ficar alertas, pois a América Latina tem sido apontada por vários autores como área de prevalência elevada de neurocisticercose, que está relatada em 18 países latino-americanos, com uma estimativa de 350.000 pacientes. A situação da cisticercose suína nas Américas não está bem documentada. O abate clandestino de suínos, sem inspeção e controle sanitário, é muito elevado na maioria dos países da América Latina e Caribe, sendo a causa fundamental a falta de notificação. No Brasil, a cisticercose tem sido cada vez mais diagnosticada, principalmente nas regiões Sul e Sudeste (paulistanos cuidado!), tanto em serviços de neurologia e neurocirurgia quanto em estudos anatomopatológicos. A baixa ocorrência de cisticercose em algumas áreas do Brasil, como por exemplo nas regiões Norte e Nordeste, pode ser explicada pela falta de notificação ou porque o tratamento é realizado em grandes centros, como São Paulo, Curitiba, Brasília e Rio de Janeiro, o que dificulta a identificação da procedência do local da infecção. O Ministério da Saúde registrou um total de 937 óbitos por cisticercose no período de 1980 a 1989. Até o momento não existem dados disponíveis para que se possa definir a letalidade do agravo.

Portanto, devemos ter cuidado. Manteremos vocês informados!

Olá internautas! Prontos para novas informações? Vcs devem estar se perguntando: Mas afinal o q é Teníase e Cisticercose?

 

      Teníase/Cisticercose constitui-se de duas doenças distintas, causadas pela mesma espécie de 1cestódio, em fases diferentes do seu ciclo de vida. A teníase é provocada pela presença da forma adulta da Taenia solium ou da Taenia saginata, no intestino delgado do homem. A cisticercose é uma enfermidade provocada pela presença da forma larvária nos tecidos de suínos, bovinos ou do homem.

      Na forma de ovo a Taenia saginata desenvolve a cisticercose no bovino, e a Taenia solium no suíno ou no homem.

 

Complicado não? Vamos então definir alguns pontos:

 

   Nome da doença:

   Principais sintomas:

Glossário:

 

1(Espécime dos cestóides, animais 2platelmintos, parasitos, da classe Cestoidea, de corpo alongado, em forma de fita, segmentado e tubo digestivo ausente. Fixam-se por meio de ventosas e ganchos, situados no escólex ou cabeça).

 

2(Espécime dos platelmintos. Animais acelomados, de simetria bilateral, do ramo Platyhelminthes, de corpo achatado, 3foliáceo ou em forma de fita, segmentado ou não, e tubo digestivo (quando presente) desprovido de ânus. Na maioria são parasitos. Ex: cestóideos).

 

3(Semelhante a folhas; foliado, laminado).

 

É isso ae gente! Vamos ficando por aqui! Não deixem de acessar! Novas informações fresquinhas estão por vir!

Até mais!

Estamos começando uma pesquisa sobre duas doenças endêmicas. Bom, primeiro, permita nos apresentar, somos alunos da Faculdade de Saúde de São Paulo (FSSP), e trabalhamos no projeto "Pé na Estrada". Estamos estudando sobre os temas Teníase e Cisticercose. Ah, antes de tudo iremos esclarecer outra coisa, a FSSP, hoje, não existe, infelizmente, mas quem sabe um dia né? Somos do Colégio Santa Clara e fazemos parte de um projeto de Biologia. Mas, a gente sabe que vocês têm imaginação e conseguirão nos acompanhar!! Portanto, lembre-se, tdas as informações contida nesse blog são extremamente VERDADEIRAS, nossas pesquisas são baseadas em análises, experimentos reais.

Continuando, o tema que iremos tratar aqui será duas doenças: Teníase e Cisticercose. A cada dia de nossa viagem por todo o Brasil, descobrimos novas informações, e como um diário, vamos relatar aqui pra vocês, e se vcs souberem de alguma informação por favor deixe um comentário!! Lembre-se esse é um blog para informá-los sobre essas doenças, é um blog de tdos! Informamos cada dia um pouco sobre a doença, informe você também!

 

A Teníase e a Cisticercose são causadas por tênias. Tênias são seres pertencentes ao filo Platyhelminthes, do reino Animal. Exitem vários tipos, aqui trataremos da Taenia sollium  e Taenia saginata. As tênias parasitam o ser humano mas também animais como porcos e vacas (intermediários). Elas são finissímas e  MUITO longas, podem chegar até 15 metros, e acreditem elas podem viver no seu intestino!! As tênias absorvem os nutrientes mas não têm bocas e nem sistema digestivo. Da cabeça, também chamada de escólex, saem proglotes, são anéis que formam o corpo so ser. Ao longo do tempo eles vão se desenvolvendo e chega uma hora em que eles se soltam do corpo (isso é um pouco complexo, analisaremos depois). Dentro desse proglotes contém milhares de ovos.

Na cabeça da Taenia sollium há ventosas(nas extremidades)e ganchos(no meio) que são usados para fixar na parede do intestino, observe:

Já na Taenia saginata não apresenta ganchos, apenas ventosas:

Ao longo do corpo das tênias, como já informamos, há proglotes. Olhe o corpo delas como são organizados, olhe os proglotes.Isso mesmo, os proglotes são orgãos genitais, têm ovários e por isso produzem milhares de ovos.

Axo que por hoje é só né! Foi só um resumo para vcs começarem a entender do assunto!!Aguarde!! Isso é só o começo, ainda tem muito a aprender!! Qualquer dúvida do assunto de hj comunique-nos, estamos aqui para esclarecer dúvidas!!

Por hoje é só obrigada e um beijão!!!:-)

Teste
teste2
[ ver mensagens anteriores ]
Visitante número: